Grupos de notícias

21 Funcionários de empresa terceirizada da Brainfarma são afastados por suspeita de Covid-19



A Brainfarma Indústria Farmacêutica instalada no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), confirmou por meio de nota ao site Anápolis Notícias que 21 funcionários de dois alojamentos de uma empresa terceirizada a Rio Verde, que presta serviço de expansão da indústria farmacêutica foram afastados por suspeita de estarem contaminados por Covid-19. A solicitação de afastamento foi tomada após funcionários da terceirizada testarem positivo para a doença. Das 21 pessoas afastadas, 5 testaram positivo para covid-19, e estão sendo monitorados pela Vigilância Epidemiológica de Anápolis. A Assessoria disse ao Anápolis Notícias que os funcionários terceirizados não tem nenhum contato com colaboradores da operação normal da Brainfarma, que seguem trabalhando, como atividade essencial para o fornecimento de medicamentos. Confira a nota na íntegra A Brainfarma informa que, tão logo comunicada sobre a confirmação de caso positivo de Covid-19 na Rio Verde, empresa que presta serviço para expansão da fábrica da empresa em Anápolis, solicitou o afastamento de trabalhadores de dois alojamentos da empresa terceirizada. Ao todo, foram afastadas e testadas 21 pessoas, com confirmação de cinco casos na Rio Verde. Os funcionários da obra de expansão não têm nenhum contato com os colaboradores da operação normal da Brainfarma, que seguem trabalhando, como atividade essencial para o fornecimento de medicamentos. Desde abril, a empresa reforçou medidas de saúde e segurança na fábrica, com medição de temperatura na entrada com termômetros infravermelho, uso obrigatório de máscaras de proteção, higienização das mãos com álcool gel, além de atendimento a regras de distanciamento entre pessoas na unidade. Fonte: Anápolis Notícias