Anapolino está foragido após tentar matar a namorada enquanto ela dormia na Irlanda

Um jovem de Anápolis está foragido da justiça da Irlanda, após tentar matar a namorada nesta madrugada, (horário local) após uma crise de ciúmes.

Segundo informações apuradas pelo site Anápolis Notícias, José Augusto, 28 anos natural de Anápolis, mora em Dublin na Irlanda a aproximadamente 1 ano, e neste período acabou conhecendo a catarinense Julia Freitas, 19 anos, onde acabaram iniciando um namoro que já dura 8 meses.

Uma amiga da vítima relata que a algum tempo José Augusto se mostrava ciumento e bastante possessivo. Nesta madrugada enquanto a vítima dormia, o autor acordou a namorada com socos no rosto, a imobilizou tentando enforca-la, só não conseguiu consumar o crime, porque havia outras pessoas na casa que ouviram os gemidos da vítima e conseguiram socorre-la, mesmo com a presença de outras pessoas ele continuou as agressões.

Foto: Julia Freitas, 19 anos, natural de Santa Catarina

A vítima foi encaminhada para o Hospital com vários hematomas pelo rosto. O autor fugiu após as agressões e segue foragido da justiça da Irlanda.

A amiga da vítima expôs todo o acontecido nas redes sociais, inclusive com a foto da vítima com o rosto muito machucado.

O autor ainda comentou na postagem que teria cometido a agressão porque a namorada estaria traindo.

“Agredi porque ela é puta, porque tava me traindo debaixo do meu teto, me fazendo de trouxa para Deus e o mundo”, disse ele na postagem.

Amiga da vítima relatou ao site Anápolis Notícias, que nunca houve traição por parte da vítima, que como ele tinha costume de mexer no celular da namorada enquanto dormia, acabou encontrando uma mensagem de um homem que tinha interesse em ficar com ela, mas que ela nunca havia correspondido.

“Então ele surtou, supôs que ela estava traindo, não deixou ela nem se explicar, já a acordou com socos”, disse a amiga.

Por: Redacao, em 2 de novembro de 2020

Um comentário em “Anapolino está foragido após tentar matar a namorada enquanto ela dormia na Irlanda

  • 2 de novembro de 2020 em 23:29
    Permalink

    Se era corno , era na surdina, agora o Brasil todo saberá , calma corno bravo

Qual seu comentário a respeito disso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *