Grupos de notícias

Governo decide adiar o Enem; Nova data ainda será marcada



O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou nesta quarta-feira que adiará a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pelo período de 30 a 60 dias em relação às datas previstas. O cronograma previa aplicação das provas presenciais em 1 e 8 de novembro, e das provas virtuais nos dias 22 e 29 de novembro. O perído de adiamento foi sugerido mais cedo pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, em rede social. “Atento às demandas da sociedade e manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do Coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e Digital”, diz comunicado do Inep. O órgão afirma que a decisão sobre a nova data será tomada após realização de uma enquete junto aos inscritos para o Enem 2020, que será feita em junho por meio da página do participante. A equipe técnica responsável pelo exame sempre defendeu o adiamento da prova, mas dependia de uma palavra final do ministro da educação, Abraham Weintraub, que advogava publicamente pela manutenção das datas. Por Mais Goiás