Grupos de notícias



Preço do gás de cozinha pode chegar a R$150, em 2021



O preço do gás de cozinha vendido para os brasileiros pode subir para aproximadamente R$ 150,00 ainda em 2021. É o que garante o presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito do Petróleo (Asmirg), Alexandre Borjaili, nesta terça-feira (12/01). O presidente da associação concedeu entrevista ao portal Metrópoles e disse que em uma hipótese drástica, mas ainda possível, o valor poderia bater a casa dos R$ 200,00. Borjaili criticou a política de preços da Petrobrás, principal produtora do país, e avaliou que nesse emaranhado de más decisões quem sai prejudicado são as famílias de baixa renda. “Se persistirem esses aumentos consecutivos, sem limites, a previsão é de que o gás de cozinha chegue logo a R$ 150. Vai ser um pulo. Já para chegar a R$ 200 depende dessa política de preços”, destacou. Apesar de promessas do Ministério da Economia e do Ministério de Minas e Energia, em reduzir pela metade o valor do botijão de gás, Alexandre pontuou que não é o que vem acontecendo. E não há previsão para redução. “Pelo contrário, o que temos é aumentos consecutivos. A Petrobras não passa um mês sem aumentar ao menos 5% do combustível [vendido às refinarias] e, alinhado a isso, tem o aumento dos estados via ICMS”, pontuou.