Grupos de notícias



Sangue frio, suspeita ajudou os pais da vítima a procurar por Wanderly



Em entrevista ao jornalista Jonathan Cavalcante, o pai de Wanderly Francisco da Costa 45 anos que foi carbonizado e teve o corpo escondido dentro de um saco de ração debaixo da cama por Milza Maria, disse que chegaram a ir na casa de Milza para procurar o filho na noite de sábado (04). A suspeita disse que Wanderly não estava no local, mas um detalhe acabou chamando a atenção da mãe da vítima, ela viu em uma parte da residência umas chamas e chegou a comentar com o marido que poderia ser o filho deles pegando fogo. O pai de Wanderly não queria acreditar achando que Milza não teria esta capacidade. Milza ainda teve a capacidade de fazer buscas por Wanderly junto com aos pais dele. O pai de Wanderly disse que o filho pode ter sido morto por um disparo de arma de fogo, foi o que os peritos o informaram.