Governo Federal quer extinguir cidades com menos de 5 mil habitantes

O governo de Jair Bolsonaro (PSL) propôs, em seu Pacto Federativo, entregue nesta terça-feira, 05, ao Congresso, a redução do número de municípios no país. Para isso, seriam extintas cidades com menos de 5 mil habitantes.

O Pacto prevê que as regras para a criação de mais cidades seja mais restrita. Além disso, os municípios que tiverem menos de 5 mil moradores serão incorporados por cidades vizinhas.

Em seu plano, no entanto, o governo Bolsonaro não informa quantas e quais localidades seriam atingidas pela nova regra. Mas segundo o secretário de Fazenda do ministério da Economia, Waldery Rodrigues Junior, 1.254 cidades tem o potencial de serem atingidas.

De acordo com a última estimativa do IBGE, divulgada em agosto deste ano, o Brasil tem 1.253 municípios com menos de 5.000 habitantes. O número equivale a 22,5% do total de 5.570 municípios brasileiros.

Confira a Lista dos municípios de Goiás que seriam extintos.

GO Baliza 4.992
GO Divinópolis de Goiás 4.830
GO Santo Antônio da Barra 4.787
GO Rianápolis 4.784
GO Itaguari 4.668
GO Turvânia 4.633
GO Itajá 4.605
GO Montividiu do Norte 4.449
GO Novo Planalto 4.445
GO Mossâmedes 4.377
GO Rio Quente 4.371
GO Matrinchã 4.366
GO Formoso 4.325
GO Bonópolis 4.316
GO Aporé 4.163
GO São Miguel do Passa Quatro 4.032
GO Portelândia 4.000
GO Guarani de Goiás 3.940
GO Porteirão 3.830
GO Varjão 3.816
GO Santa Isabel 3.803
GO Ouro Verde de Goiás 3.797
GO Mutunópolis 3.793
GO Amaralina 3.778
GO Caldazinha 3.759
GO Gameleira de Goiás 3.753
GO Heitoraí 3.714
GO Edealina 3.710
GO Brazabrantes 3.659
GO Campinaçu 3.649
GO Hidrolina 3.622
GO Campestre de Goiás 3.610
GO Palminópolis 3.589
GO Araçu 3.560
GO Taquaral de Goiás 3.537
GO Trombas 3.501
GO Cromínia 3.500
GO Castelândia 3.464
GO Palestina de Goiás 3.460
GO Santa Tereza de Goiás 3.431
GO Teresina de Goiás 3.416
GO Colinas do Sul 3.404
GO Santa Rita do Novo Destino 3.331
GO Damianópolis 3.315
GO Buritinópolis 3.302
GO Nova Roma 3.293
GO Estrela do Norte 3.286
GO Professor Jamil 3.243
GO Amorinópolis 3.185
GO Aurilândia 3.184
GO Perolândia 3.116
GO Urutaí 3.078
GO Novo Brasil 2.985
GO Sítio d’Abadia 2.977
GO Cristianópolis 2.968
GO Nova Iguaçu de Goiás 2.923
GO Damolândia 2.923
GO Jaupaci 2.898
GO Ipiranga de Goiás 2.893
GO Santa Cruz de Goiás 2.892
GO Cumari 2.871
GO Uirapuru 2.868
GO Três Ranchos 2.837
GO Israelândia 2.815
GO Arenópolis 2.689
GO Panamá 2.627
GO Mimoso de Goiás 2.612
GO Adelândia 2.517
GO Buriti de Goiás 2.501
GO Diorama 2.488
GO Aparecida do Rio Doce 2.474
GO Jesúpolis 2.474
GO Campos Verdes 2.459
GO Avelinópolis 2.425
GO Ivolândia 2.406
GO Santa Rosa de Goiás 2.388
GO Palmelo 2.380
GO Mairipotaba 2.373
GO Córrego do Ouro 2.364
GO Nova América 2.346
GO Pilar de Goiás 2.314
GO Morro Agudo de Goiás 2.264
GO Marzagão 2.223
GO Nova Aurora 2.199
GO Davinópolis 2.094
GO Guaraíta 2.041
GO São Patrício 2.035
GO Aloândia 2.005
GO Água Limpa 1.872
GO Guarinos 1.852
GO Moiporá 1.557
GO Lagoa Santa 1.555
GO São João da Paraúna 1.417
GO Cachoeira de Goiás 1.361
GO Anhanguera 1.137″

15 comentários em “Governo Federal quer extinguir cidades com menos de 5 mil habitantes

  • 6 de novembro de 2019 em 13:34
    Permalink

    Enquanto aos servidores publicos efetivos de carreira.

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 14:24
    Permalink

    Vai diminuir bastante prefeiros e vereadores diminuir gastos publocos com esses salarios muito bom!

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 14:48
    Permalink

    Incluído nessa lista tem muitas cidades a baixo de 5000 abitantes que possui renda alta..
    Das quais não será extinto..
    Somente município com arrecadação abaixo de 10%

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 16:03
    Permalink

    Concordo plenamente aí só tem político que sai recebendo sem fazer nada não poderia ser melhor a ideia do nosso presidente em diminuir os gastos com altos salários sem nescesidade , sendo muito fácil e logicamente positivo e possível a administracao pelas cidades vizinhas sem contar o retorno da arrecadação para estes municípios.

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 16:14
    Permalink

    O comentário está a altura da situação

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 16:55
    Permalink

    Governo Bolsonaro deveria preocupar mais com a Saúde, educação que está em estado de calamidade . Filas enormes de pacientes a espera de exames , consultas , cirugia , educação de péssima qualidade, educadores mal remunerados, desmotivados enquanto pessoas cujo sua função nao tem valor de um professor ganhando bem para roubar.

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 17:29
    Permalink

    O problema é que essas pequenas cidades não são alto sustentáveis.
    Os salários de prefeito e vereadores são maiores do capital gerado pela cidade.
    Sem uma resda suficiente para se manter, acaba gerando gasto pro governo federal. Seria uma forma de economia.

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 17:30
    Permalink

    O problema é que essas pequenas cidades não são alto sustentáveis.
    Os salários de prefeito e vereadores são maiores do capital gerado pela cidade.
    Sem uma renda suficiente para se manter, acaba gerando gasto pro governo federal. Seria uma forma de economia.

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 17:40
    Permalink

    Ótima notícia , o presidente e o máximo msmo, parabéns

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 17:46
    Permalink

    Tá certo por que a receita desses municípios ficam praticamente para pagar o prefeito e os vereadores dessa forma enxuga o gasto com funcionários de uma receita curta porém tem q fiscalizar para q esses municípios não fiquem esquecidos pelas cidades maiores que estiverem os adiministrando

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 18:24
    Permalink

    Este Presidente é demais. Excelente proposta. Como pode um município ter menos de 5000 pessoas. Deve ter dívidas muito maiores que a arrecadação. Parabéns

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 18:57
    Permalink

    Tanta coisa pra mudar no nosso país e se preocupar em extinguir cidades ?
    Me poupe!
    Cada cidadezinha dessas tem suas tradições culturais e religiosas diversificadas e merecem todo respeito .
    Jamais seria aceitável dizimar um povo ,uma história de vida .tem pessoas que mesmo longe de suas cidades tem por elas grande apreço e amor ,sem contar em suas raízes.
    Senhor presidente ,senhor governador , por favor vao trabalhar e arrumar o que fazer ,e parem de mexer no que está quieto .
    #todacidadetemhistoria

    Resposta
  • 6 de novembro de 2019 em 19:45
    Permalink

    Demorou. Só nessa ação vai economizar salários pra no minimo, uns 30 mil cargos. Depois precisa diminuir os cargos em Brasilia.

    Resposta
  • 7 de novembro de 2019 em 05:26
    Permalink

    Na minha

    Resposta
  • 7 de novembro de 2019 em 05:33
    Permalink

    Na minha opinião o governo federal está certo são municípios muito pequenos que não são carentes de tudo da união . Mas tem municípios que são pequenos mas tem condições de sobreviver como é o caso de Rio Quente no sul de Goiás que vive do turismo . Possuem uma das maiores fontes de águas termais do mundo. Talvez esteja precisando de um empurrão político pra decolar melhor sua arrecadação.

    Resposta

Qual seu comentário a respeito disso?

O seu endereço de e-mail não será publicado.