Grupos de notícias

João da Luz destaca regularização fundiária no Jardim Esperança, com entregas de escrituras

O vereador João da Luz (PODE) comemorou na tribuna, nesta segunda-feira (4.nov), a entrega de cerca de 200 escrituras no Jardim Esperança, dentro de um projeto de regularização fundiária realizado pela Prefeitura de Anápolis. Segundo João, o pedido para beneficiar essas famílias, bem como outras que não possuem a propriedade do imóvel, embora morem na mesma casa há mais décadas, tem sido feito sistematicamente por ele na Câmara. “Provocamos a Procuradoria-Geral do Município. Provocamos o prefeito, que deu uma resposta positiva a essas pessoas que estavam aguardando a entrega das escrituras no Jardim Esperança. Foi uma reivindicação nossa em 2018”, disse João da Luz. O vereador afirmou que na solenidade de entrega das escrituras, no último domingo (3.nov), foi bom ver a alegria dos moradores, que com a escritura passam a ser de fato donos de seus imóveis. “Queria parabenizar essa vontade política do prefeito”. Ele citou outros bairros que também aguardam a regularização: Industrial, Laranjeiras, Setor Sul, Promissão e Anexo Freio Eustáquio. Moção O vereador João da Luz também é autor de Moção de Repúdio, aprovada em plenário, direcionada à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em razão da proposta de tarifação em 68% da produção de energia solar no Brasil. “É preciso chamar o pessoal a criar vergonha e fazer projetos que atendam a população. Precisamos de subsídios e não propostas que venham travar a energia limpa”, frisou. De acordo com João da Luz, a taxação proposta pela Aneel, caso aprovada, trará prejuízo aos consumidores, que arcam sozinhos com a instalação de todo o equipamento de captação da energia solar, “que é limpa, renovável e de nenhuma responsabilidade das empresas de distribuição de energia elétrica”. “Inclusive, se os consumidores optam por ela, é justamente para diminuição no valor do consumo”, completou.