Grupos de notícias

Justiça Eleitoral de Anápolis determina exclusão de material fake divulgado pelo PT



Na última semana, a Justiça Eleitoral determinou que uma peça publicitária produzida pela coligação do candidato Antônio Gomide (PT) seja excluída das redes sociais por se tratar de propaganda irregular. A postagem negativa havia sido impulsionada pelo candidato e teve de ser interrompida pela decisão judicial. Na peça, o PT apresenta uma possível comparação entre a quantidade de creches entregues por Gomide e Roberto, insinuando que o segundo não teria construído nenhum CMEI. Porém, durante a gestão do atual prefeito 5 CMEIs foram entregues, o que deu argumentos para que a equipe jurídica de Roberto entrasse com a representação. [caption id="attachment_18499" align="aligncenter" width="1144"] Foto: decisão do magistrado[/caption] O pedido foi acatado pelo juiz e a propaganda irregular foi retirada do ar. Em resposta à possível Fake News, a equipe do prefeito divulgou o material abaixo mostrando os CMEIs entregues pela gestão. [caption id="attachment_18477" align="aligncenter" width="990"] Foto: Cinco novas creches foram construídas na atual gestão[/caption] Obs: Circula pelas redes sociais, uma suposta decisão do juiz que teria indeferido o pedido, informamos que a postagem é fake, ao ler percebe-se que se trata de outro tipo de pedido que foi negado pelo juiz, relacionado a postagem no Whatsapp, que nada tem haver com a postagem irregular que era patrocinada pelo PT, e que foi retirada do ar.