Grupos de notícias

Presídio de Anápolis teve tiros e interceptação de objetos arremessados pelo muro da unidade



A rápida ação de servidores da Unidade Prisional Regional (UPR) de Anápolis resultou na interceptação de seis celulares, duas facas, um fone de ouvido, um carregador para os eletrônicos, um pacote com 38 gramas substância aparentemente cocaína e 95 gramas de substância análoga à maconha, na tarde deste sábado, 20/06. O suspeito de ter realizado o lançamento por cima do muro do presídio conseguiu fugir do local sem ser identificado. De acordo com a 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), os materiais foram arremessados em direção ao pátio do banho de sol dos custodiados, tendo o indivíduo responsável pelo lançamento, realizado disparos de tiros em direção ao servidor que executava suas funções em uma das guaritas da UPR. Desta forma, foi necessário revidar à injusta agressão. Durante a ocorrência, dois custodiados que cumprem pena na unidade por homicídio, tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo tentaram ter acesso aos ilícitos lançados.  De imediato, eles foram contidos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil do município para as providências necessárias que o caso requer. A direção da UPR ressalta nenhum dos envolvidos na ação ficou ferido. Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração e aplicação das sanções disciplinares aos detentos destinatário dos ilícitos, conforme expressa a Lei de Execução Penal (LEP). Os matérias interceptados foram repassados as autoridades policiais competentes para os fins legais, na forma da lei. A ágil ação dos servidores e o rigor nos procedimentos realizados durante a ocorrência vão ao encontro do conjunto de diretrizes determinadas pelo Governo do Estado em consonância com a Secretaria de Segurança Pública e a DGAP.